Iluminação natalícia a pedal

Cá em Lisboa temos tendências megalómanas, e “o maior” qualquer coisa da Europa é sempre um must. Este ano temos uma árvore de Natal toda iluminada no Parque Eduardo VII. Não vai ser uma despesa paga pelos contribuintes, mas numa época de energia cara, num país onde 70 % da energia eléctrica provém de combustíveis fósseis, falando-se de alterações climáticas, etc, não percebo a relevância desta árvor. Se fosse esta luz toda espalhada pelas ruas, ok, agora concentrada num só sítio onde nem sequer há lojas nem muito movimento…

Bom, serve este post para informar que se podia transformar isto em algo verdadeiramente educativo e amigo do ambiente, pondo as pessoas a pedalar para gerar electricidade para iluminar a árvore. Já se fez algo assim (não em PT…) com publicidade em “billboards.

Hoje é dia de mostrar a Massa Crítica de ciclistas!

poster MCHoje, em Lisboa, às 18h no Marquês de Pombal, e depois uma volta por Lisboa, em bicicleta, celebrando este modo de transporte. A ver se o grupo apanha o deputado municipal Victor Gonçalves a sair do trabalho para que ele veja algumas das bicicletas e dos ciclistas que diariamente andam por Lisboa, mas que ele, inexplicavelmente, nunca vê.

Mas não só em Lisboa, Porto, Coimbra, Aveiro, também já têm Bicicletadas estabelecidas e a precisar de engrossar as suas fileiras! :-)

Cicloficina em Linda-a-Velha

Novembro terá mais que uma Cicloficina! :-) No próximo sábado, dia 29 de Novembro, entre as 10h e as 13h, no Quartel dos Bombeiros, Linda-a-Velha terá a sua primeira Cicloficina, integrada no projecto Ciclo-Via.org. Haverão vários ateliers onde os participantes poderão aprender com os voluntários a manter as suas bicicletas em bom estado e a ajustá-las a si e à sua utilização delas (afinação de travões, de mudanças, resolver furos, ergonomia e segurança, etc). A iniciativa está bastante vocacionada para crianças/jovens, pelo que é uma excelente opção para uma saída de fim-de-semana em família. :-)

I Forum Técnico Regional – Ecopistas (Viseu)

É já na próxima 6ª-feira o I Fórum Técnico Regional sobre Ecopistas e Corredores Verdes, em Viseu, mais a visita à ecopista de Viseu no sábado de manhã. Inscrições gratuitas através do site.

Quando pensei em ir a isto achei que seria uma óptima oportunidade de fazer uma escapadela de bicicleta, usando-a como meio de transporte desde minha casa em Oeiras até ao local do evento, tirando partido da co-modalidade com o comboio. :-) Primeiro obstáculo (contornável): Viseu não é servida por comboio (!?!)… OK, pensei eu, lá me desenrascarei para encontrar um caminho para chegar de Mangualde ou Nelas até Viseu. Mas depois verifiquei que só poderia levar a bicicleta nos comboios Regionais da CP, o que implicaria 2 transbordos, ou seja 3 pontos em que o revisor me poderia impedir de embarcar com a bicicleta (isto fica ao critério deles). Além disso demorava o dia inteiro para chegar até ao meu destino, e chegava já de noite, o que não era muito agradável considerando que ainda teria que fazer 20 km de estrada por caminhos desconhecidos, até Viseu… Ai que atraso de vida… :-( Que raio de estratégia comercial e de CRM tem a CP?…

Entretanto optei por ir de carro, juntando a viagem com uma deslocação ao Porto, onde iremos buscar material que emprestámos para uma “review” para uma revista, e aproveitar assim também para dar algumas sessões de formação do Curso de Condução de Bicicleta a algumas das pessoas de lá que nos têm contactado ao longo destes meses. A cereja no topo do bolo foi a venda ontem de um KMX Tornado para um rapaz justamente em Viseu, que iremos assim entregar, pronto a rolar, em mão. A mobilidade é um privilégio que se paga cada vez mais caro (do nosso bolso e como sociedade nas “externalidades” dos nossos actos), por isso é óptimo quando tiramos o máximo proveito das nossas deslocações. :-)