“É um Enrique Peñalosa ali para Lisboa, se faz favor.”

Há pessoas e projectos que nos inspiram. Que nos dão esperança de que é possível fazer diferente, esperar diferente. Que nos dão confiança para fazermos também coisas loucas e grandiosas. O Enrique Peñalosa é para mim uma referência incontornável, e o seu exemplo algo que me alenta os sonhos.

Esta entrevista (versão longa) é absolutamente imperdível. Se tivesse tempo legendava-a em português para que mais pessoas pudessem perceber que o problema de Portugal não é falta de dinheiro, nem de meios, mas sim de inteligência colectiva e pessoas com visão.

«O conflito nas cidades, hoje, é entre os carros e as pessoas. Não se pode ter cidades amigas das pessoas e amigas dos carros, tem que se escolher.»

«Temos que escolher como queremos viver.»

«As cidades existem há 5000 anos, os carros há 80. As cidades sempre foram pedonais, e era assim que eram funcionais. Uma cidade pedonal é amigável para os seus utentes mais frágeis e vulneráveis. Não podemos resolver o problema da mobilidade nas cidades com carros, é simplesmente impossível, não funciona.»

Em apenas 3 anos o “Presidente da Câmara” de Bogotá, Enrique Peñalosa, mudou a maneira como a sua cidade tratava os seus cidadãos “não-motorizados” restringindo o uso do automóvel e instituindo um sistema de autocarros rápidos (com vias exclusivas) que agora transporta 500 000 pessoas diariamente. Entre outros melhoramentos: ele alargou e reconstruiu passeios, criou grandes espaços públicos, e implementou uma rede de mais de 150 Km de ciclovias protegidas (um símbolo de que «um cidadão numa bicicleta de 30 $ é tão importante quanto um cidadão num carro de 30 000 $». E ele teve que lidar com enorme resistência à mudança, protestos, etc.

Eles querem ainda banir totalmente os carros durante as horas de ponta. Actualmente fazem um “Dia Sem Carros” todas as semanas.

«Em apenas 6 anos, de 0.2 % de pessoas a usar a bicicleta diariamente, em Bogotá, passou-se para 5 %. Há agora 400 000 pessoas a andar de bicicleta na cidade, todos os dias.»

«Nós subestimamos o poder dos sonhos. O mais difícil é sonhar e criar um sonho colectivo ou uma visão partilhada. É tempo de arriscar em grande e fazer algo novo, uma nova [insert portuguese city name here]».

A versão curta está no YouTube:

Versão legendada (aberta a revisões 😉 ):

Odivelas em Movimento

Dia 29 de Abril, às 9h, com encontro no parque de estacionamento do Estádio do Odivelas, pode-se ir passear a pé, de bicicleta, skate, patins, trotinete ou outro veículo não-motorizado, pelo novo viaduto das Colinas do Cruzeiro, a inaugurar neste dia.

imgp5111.JPG

Comentário: é uma bela iniciativa, embora eu preferisse um convite para ir passear de carro numa inauguração de uma ciclovia ou de uma estrada bike-friendly, de uma série de infra-estruturas de apoio a ciclistas e peões, etc… 😉

Massa Crítica na Antena 3!

Hoje na Antena 3, por volta das 8h30 estava a dar uma reportagem sobre o uso da bicicleta como meio de transporte na cidade e sobre a Massa Crítica. Agora às 9h30 parece que vai haver mais. 🙂 MC a chegar aos media! É óptimo, a ver se mais gente sabe dela e começa a participar. Uma coisa que nos chamou a atenção na ExpoFCT é que nenhum das dezenas (centenas?) de putos que passaram pela nossa banca e com quem o Bruno falou da Massa Crítica (entre outras coisas) sabia o que era este movimento/evento… Temos que mudar isto! 😉

Site CaP versão 0.3

Foi publicado hoje! 😀 Principais mudanças:

* apresentação de vários produtos – Mobiky, KMX Karts e zwei;
* mais fotos e vídeos;
* secção de user reviews
* secção de notícias;
* informações úteis para ciclistas: Código da Estrada, dicas de segurança, etc – work in progress.

Mais down the road tentaremos melhorar o design, mas o lema é sempre “function over form“, se não pudermos ter ambos. 😉

Há sempre coisas para melhorar, adicionar e inventar, mas por agora a ver se fazemos férias do Joomla por uns dias. 😉