Festival Bike Portugal 2007

No próximo fim-de-semana, dias 2, 3 e 4 de Novembro, vai ter lugar no CNEMA, em Santarém, o 4º Festival Bike Portugal – 4ª edição do Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e do Salão de Ciclismo Profissional. É a maior feira desta indústria em Portugal e é uma oportunidade de ver de perto várias marcas e lojas no mesmo local e na mesma data. A organização diz ainda que haverá uma zona de test drives no exterior, da responsabilidade das marcas que estejam interessadas nesse serviço. Talvez se prove uma boa oportunidade de testar algumas máquinas. 😉

Ao longo dos três dias irão decorrer uma série de demonstrações, campeonatos e de provas e passeios desportivos. No sábado e no domingo haverá sorteio de bicicletas. Este evento é marcadamente focado na bicicleta como instrumento de desporto, não está virado para a mobilidade, no entanto, qualquer bicicleta mais “desportiva” pode ser usada para commuting. 😉

Estão ainda previstos 5 workshops. Os mais relevantes para o ciclista urbano, utilitário, serão possivelmente o de “Suporte Básico de Vida – Primeiros Socorros no BTT“, às 21h de sexta-feira, e o de “Mecânica de bicicletas“, às 20h de sábado. Este último será novamente dado pelo Ricardo Figueiredo, como no ano passado (esperemos que decorra sem os mesmos sobressaltos).

Horários e preços:

Dia 2 (Sexta-feira): 17h – 23h
Dia 3 (Sábado): 10h – 23h
Dia 4 (Domingo): 10h – 20h

Bilhetes de 1 dia: 4 €
Bilhete 3 dias: 6 €
Crianças até 11 anos (inclusive) não pagam.

Complete Armani bike commuter look

Isto é antigo, mas só descobri agora.

O estilista italiano Giorgio Armani apresentou no Verão de 2005, em Milão, a sua colecção de roupa de homem para a primavera de 2006, tendo terminado o desfile com os manequins a fazerem uma volta de bicicleta no palco, ao som de “Bicycle Race”, dos Queen. Mas não eram bicicletas “normais”, eram “Armani”, umas híbridas de look desportivo, pretas, feitas pela Bianchi, e tinham até um suporte para iPod. Previa-se estarem disponíveis nas lojas Armani no final de 2005.

[Fonte]

Era bom ver mais disto, a bicicleta associada a símbolos de beleza, status económico e social, mais frequentemente, pois penso que isso aceleraria a adopção desse lifestyle pela população geral.

Pessoalmente, é bom variar e ver tipos giros associados a bicicletas caras em vez de associados a carros caros. É mais sexy. 😉

[Via BikeBiz]

Comércio tradicional de bicicletas

Esta oficina é em Oeiras:

Achei interessante falarem sobre as bicicletas dos hipermercados, pechinchas a 50 € ou menos que depois saem caras na oficina. O meu irmão comprou uma há uns anos, por este preço, e gastou logo o dobro ou o triplo ou lá o que foi a substituir peças. Not a smart move. 😛