KMX Karts – status

O interesse nos KMX tem aumentado ultimamente, deve ser o aproximar da época “alta” de todas as coisas de ar livre. 😉

Serve o presente post para avisar que o stock está baixo e a emagrecer e provavelmente vai haver aqui um intervalo de tempo em que nos veremos sem stock algum e sem possibilidade de o repôr, dado que, como soubémos recentemente, o fabricante já não tem mais dos modelos originais e os novos, de 2008, ainda não estão disponíveis. Também temos informação de que a primeira “fornada” já está quase toda reservada, pelo que dependendo do desenrolar das coisas, a espera pode chegar aos 3 meses. Pessoal, se é para comprar, agora é uma boa altura para reservar um (ou dois, ou três, ou…)! 😉

É, então, oficial, estamos a partir de hoje a aceitar encomendas já para os novos modelos:

Gama Sport:

sports-range.jpg

Gama Performance:

performanc-range.jpg

Mais info sobre os novos modelos KMX Karts brevemente aqui, e no site.

Agenda Cenas a Pedal

Andei a brincar com o calendário Google. 🙂 Agora temos uma agenda pública onde colocamos os eventos onde a Cenas a Pedal participará de alguma forma (stand de exposição, test drives, aluguer, etc), bem como eventos gerais de interesse para a comunidade interessada in all things (utility & leisure) cycling. 😉

No site principal da empresa também temos esta agenda, mas apenas com os eventos relacionados directamente com a Cenas a Pedal.

De bicicleta em Portugal, pela A to B

Artigo sobre andar de bicicleta em Portugal, pela revista A to B Coincidência gira, falei há pouco de várias revistas anglo-saxónicas especializadas em bicicletas como meio de transporte e objectos utilitários, onde referi a A to B, e entretanto a última edição desta revista saiu e pude ler um artigo do Gary White (casado com uma portuguesa e visitante regular do nosso país) com o título:

EUROPE SPECIAL: Cycling in PortugalDon’t assume the grass is always greener

É sempre curioso ver o nosso país visto por pessoas de outra cultura. 🙂 E o que é certo é que ele acertou na mouche. E o que vale para Idanha-a-Nova vale para inúmeros outros locais em Portugal…

Já com a permissão do autor e da revista, disponibilizamos aqui o artigo, em pdf, para quem quiser consultar. 😉