Montar tubagem para passagem de corrente

Para proteger a corrente otimizando a sua posição e poupar a roupa(!), o Bruno pediu-me para arranjar uma solução para a montagem de tubagem na sua reclinada artesanal.

A solução que implementei passou por furar o tubo principal do quadro, perto da caixa de direção e instalar uma porca rebitável:

Esta porca tem uma rosca M6 normal e fica fixa ao tubo (tal como um rebite), da mesma forma que os apoios para os suportes das garrafas, ou que os apoios frontais para suportes de alforges frontais (low riders) em alguns garfos (ambos M5).

Para aplicar esta porca, usa-se um alicate idêntico aos usados para os rebites normais, mas com uma terminação diferente:

Para segurar a tubagem usei uma abraçadeira dupla fixa no novo ponto de suporte:

Esta abraçadeira vai segurar a porção de tubagem que vem da roldana intermédia (de força), e que volta para o desviador traseiro (de retorno):

Além desta aplicação de suporte, é possível desta forma recuperar/reparar as porcas de apoio dos suportes de água ou outros do mesmo tipo.

Esta bicicleta já participou numa prova Audace da FPCUB em 2012 (está lá ao fundo!):

Outras aventuras a esperam! 🙂

IX Congresso Ibérico A Bicicleta e a Cidade

Decorre na Murtosa, de 27 de Abril a 1 de Maio de 2012, a 9ª edição do Congresso Ibérico – A Bicicleta na Cidade, organizado de 2 em 2 anos em alternância pela FPCUB, em Portugal, e pela ConBici, em Espanha. A inscrição são 50 €, ou 25 € para sócios da FPCUB.

Há vários eventos de socialização e turismo previstos, mas os dois dias principais do Congresso são Sábado e Domingo, dias 28 e 29 de Abril.  Pontos mais relevantes do respectivo programa, ainda provisório, intercalados com sessões de debate:

Sábado, dia 28 de Abril

10.30h– Sessão plenária

  • Apresentação do Projecto “Murtosa Ciclável”
  • Apresentação de um projecto Espanhol de promoção da bicicleta numa cidade de pequena ou média dimensão

11.45h – Sessão plenária

  • Universidade de Sevilha (Ricardo Marques Sillero)
  • Universidade de Aveiro Universidade Espanhola (com quem a CONBICI tenha relação)

15.00h – Trabalhos em Comissões

  • Temática 1 – A integração da bicicleta na mobilidade urbana;
  • Temática 2 – O uso da bicicleta em pequenas cidades e em espaços rurais;
  • Temática 3 – A bicicleta: urbanismo, infraestruturas e legislação.

Domingo, dia 29 de Abril

09.30h – Sessão plenária

  • Apresentação do Plano Nacional de Mobilidade (IMTT)
  • Apresentação do Plano Intermunicipal de Mobilidade da Região de Aveiro (CIRA)
  • FPCUB
  • CONBICI
  • Tema e orador a definir

Todos aqueles que pretendam fazer uma intervenção no Congresso deverão submeter um resumo da sua comunicação (uma página A4, no máximo) até ao dia 29 de Fevereiro de 2012, para o e-mail gap@cm-murtosa.pt indicando em qual das seguintes comissões pretendem participar:

1 – A integração da bicicleta na mobilidade urbana
2 – O uso da bicicleta em pequenas cidades e em espaços rurais
3 – A Bicicleta: urbanismo, infraestruturas e legislação

A comunicação da aceitação das contribuições para o congresso será feita até ao dia 16 de Março de 2012.

(fonte)

A Clínica para evitar visitas a outras clínicas

Andar de bicicleta é um exercício aeróbico de baixo impacto com grandes benefícios para a sua saúde e forma-física, é acessível a toda a gente, económico, e pode ser feito em qualquer sítio e a qualquer hora. E até pode ser feito enquanto nos transportamos de A para B, rentabilizando esse tempo. 🙂

A Clínica de Bicicleta é uma sessão única de desenvolvimento das competências de controlo da bicicleta e destreza aos comandos da mesma.

Muita gente sabe andar de bicicleta sem saber andar de bicicleta. Um pouco como saber andar de carro mas com o banco chegado ao máximo à frente mal deixando espaço para mexer os braços, só usar a 2ª mudança, nunca usar o travão de mão e não saber arrancar numa subida.

Saber andar de bicicleta é mais que pedalar sozinho, é saber tirar o máximo partido da máquina e saber controlá-la, e isto é essencial para não fomentarmos lesões nos joelhos, não nos esgotarmos na primeira subida ou num passeio de mais de 5 Km, não irmos ao chão por causa de um buraco ou de um cão, etc.

A edição de Janeiro calha este próximo Sábado de manhã. Até 6ª à tarde ainda vão a tempo de se inscreverem (cursos@cenasapedal.com). E são só 15 €!

A primeira Feira de Bicicletas Maduras + Bicinema de 2012

É já este sábado, dia 28, das 15h às 17h, aqui frente ao estaminé, a 1ª Feira de Bicicletas Maduras de 2012. Já há presenças de biclas usadas confirmadas! 🙂 Se andam à procura de uma, passem cá a ver as “montras”. Se têm é algo para vender ou doar, passem também!

E a seguir haverá mais uma sessão de Bicinema. 🙂 Estamos a pensar ver o capítulo África do documentário Biciclown – a velocidad de las mariposas. 🙂

Façam o aquecimento bicicultural logo na 5ª-feira, amanhã, com o passeio do novo Drop Out Collective, e depois 6ª-feira ao final do dia, com mais uma Massa Crítica (para quem não sabe bem o que isto é, veja aqui). 😉 Não se esqueçam das luzes, são essenciais para circular à noite, e por favor não as ponham a piscar, é psicótico, principalmente quando se anda com outros ciclistas atrás. 😛

O amor pode ser Electrizante

Para os mais distraídos, o Dia de S. Valentim (a.k.a. Dia dos Namorados) é daqui a 3 semanas, 3ª-feira, 14 de Fevereiro. Se estão a pensar no que poderão oferecer à vossa cara-metade que a faça gostar ainda mais de vocês, e que lhe proporcione longas horas de prazer… não procurem mais.

A Electra Portugal tem em vigor até 29 de Fevereiro, e limitada ao stock existente, uma campanha amorosa (desculpem mas não resisti 😛 ).

Espreitem o catálogo da marca aqui (PDF). Porque é que gostamos das Electra? Porque são giras, leves, confortáveis, e têm Flat Foot Technology!

Encomende (junto da Cenas a Pedal, claro) uma bicicleta Electra de PVP até 500 € e receba de oferta um PackEspelho Meu“, da Coolgift no valor de 24.90 €, para mimar quem mais interessa com tratamentos de beleza e spa, ou quem sabe uma sessão de aconselhamento sobre moda, ou com um personal shopper, um workshop de maquilhagem, etc.

Os modelos Townie Original estão todos nesta gama, os 7D a 409 €, os 3i a 461 € e os 21D a 491 €. Os modelos Cruiser também, a 307 €, bem como os modelos Coaster, entre 399 € e 499 €. Os modelos Hawaii 3i também caem nesta categoria, com um PVP de 460 €.

As nossas sugestões?

Aposte numa Townie Original 3i (3 mudanças de cubo e travão traseiro de contra-pedal) se for para dar passeios em zonas praticamente planas. Fácil de usar e de pouca manutenção.

Ou numa Townie Original 21D (desviador com 21 mudanças, travões tipo V-brake) se não quiser que as subidas vos detenham. Maior escolha de mudanças, e com suspensão à frente.

Encomende (junto da Cenas a Pedal, claro) uma bicicleta Electra de PVP acima de 500 € e receba de oferta um PackFugas“, da Coolgift no valor de 49.90 € para fazer uma escapadinha de fim-de-semana e desfrutar de uma noite a dois no campo ou na cidade, na praia ou na montanha, num dos vários alojamentos à escolha de Norte a Sul do país.

A gama Electra inclui diversos modelos acima de 500 € e até aos 1.990 €, entre a colecção Townie, Amsterdam, Cruiser e Ticino.

As nossas sugestões?

As Amsterdam Original 3i  (512 €) dão uma bela bicicleta para zonas planas ou com declives suaves. São fáceis de usar e de pouca manutenção graças às 3 mudanças de cubo e travão traseiro de contra-pedal, trazem pára-lamas e estojo completo de corrente, o que significa que a roupa fica sempre limpa. E são muito, muito giras. 🙂

Para quem gosta da simplicidade de uma singlespeed, as Ticino 1 (590 €) são uma opção a considerar.

As Townie Balloon 8D (614 €) são giras, mais roliças e muito confortáveis graças à suspensão oferecida pelos seus pneus balão (vai agradecer por eles quando estiver a rolar no empedrado ou em qualquer sítio com pavimento menos que perfeito – se tiver algum tipo de problemas de costas, então, é fundamental). E trazem pára-lamas e protecção de corrente de origem, pelo que são práticas para passear sem nos preocuparmos com roupa suja. Com 8 mudanças (de desviador), não é qualquer subidinha que o desmotivará.

As Amsterdam Royal 8i (922 €) são as que vai querer se procura uma bicicleta fácil de usar e de cuidar. Com 8 mudanças de cubo, as subidas são apenas os preliminares para as descidas, e a tranquilidade de poder mudar de mudança com a bicicleta parada e só ter que pensar em manutenção quando o rei faz anos, bom, não tem preço. E com os travões de roletos não tem que se preocupar com afinações, além de exigirem muito pouca manutenção. Com os pára-lamas, guarda-saias/casacos e com a corrente totalmente protegida, pode pedalar de vestido branco longo sem preocupações. 🙂 Trazem um dínamo de cubo para alimentar o farol dianteiro, e trazem um farol dianteiro a pilhas. E são lindas. 🙂

Se estiver numa onda mais Retro, considere as Ticino, herdeiras da estética das bicicletas estilo Randonneur vintage, dos anos 40 e 50. A Ticino 18D (1.590 €) para ela e a Ticino 16D (1.090 €) para ele, que tal?

Ou que tal uma bicicleta para dois e ‘bora para uma Hellbetty (1.399 €)? 🙂

Agora é só escolher e encomendar (via vendas@cenasapedal.com). E rolar felizes para sempre. 🙂