Categorias
Ambiente e Energia Exemplos Indústria e Consumidor Notícias

“Bicicletas gentis”

Como empresa “intermediária”, isto é, que não produz os produtos que comercializa, uma das nossas preocupações é a responsabilidade ambiental e social dos produtos a montante. Isto é, independentemente das nossas políticas neste âmbito, os produtos têm um historial que não controlamos.

Embora o “salvar o planeta” seja um motivo (ou um dos motivos) pelo qual muitas pessoas escolhem usar a bicicleta no dia-a-dia, o processo de fabrico destes produtos pode ser ainda muito pouco amigo do ambiente e/ou das pessoas: fábricas obsoletas, que consomem demasiado combustível fóssil, que desperdiçam energia, que usam produtos tóxicos ou que não tratam os seus resíduos, práticas laborais abusivas, etc, etc. Claro que o impacto disto no caso das bicicletas é muito menor que no caso dos automóveis, por exemplo, e além disso, depois da produção, a bicicleta não emite gases polentes e no final de vida há muito menos resíduos para reciclar ou tratar. O respeito pelos trabalhadores das fábricas também é um factor a ter em conta. Tudo isto combinado faz-nos questionar como é possível que haja marcas a pôr à venda bicicletas de todos os tipos (montanha, dobráveis, eléctricas, corrida) a partir de 19-28 €… Claro que a qualidade não pode ter grande ponderação na equação, mas mesmo assim, como é possível pagar a matéria-prima e salários decentes a cobrar estes preços?…

Enfim, voltando ao objectivo deste post, nos EUA, foi lançada uma nova empresa de fabrico de bicicletas, a Kind Bicycles, que visa pôr em sintonia os ciclistas e as suas bicicletas. Esta empresa obtém as bicicletas e componentes de empresas com boas práticas a nível da sustentabilidade.

«A Kind Bicycles oferecerá aos ciclistas uma alternativa: bicicletas fabricadas, distribuídas e vendidas de formas que se focam claramente na conservação de recursos, na melhoria de condições de trabalho para os trabalhadores no estrangeiro e na protecção do ambiente.»

Os modelos de 2008 serão apresentados em feiras da indústria neste Outono.

Venham mais empresas assim e que isto inspire as existentes a seguir-lhes os passos.

Por Ana Pereira

Instrutora de condução, formadora em segurança rodoviária, e consultora em mobilidade & transporte em bicicleta. Bicycle Mayor of Lisbon 2019-2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *