Categorias
Imagens Notícias Veículos a pedal Videos

Quike4u: quadriciclo da KMX Japão

A KMX Japão tem um quadriciclo (carro a pedais) em desenvolvimento, a base parece ser o KMX Cobra:

[Replaying in high quality]
4輪自転車 電動アシスト quike4u [アダルト無料ライブチャット]

Torna bastante mais tranquilo ocupar a posição primária na estrada, eheheh! 🙂

[Via]

Por Ana Pereira

Instrutora de condução, formadora em segurança rodoviária, e consultora em mobilidade & transporte em bicicleta. Bicycle Mayor of Lisbon 2019-2020.

Um comentário a “Quike4u: quadriciclo da KMX Japão”

Gostei da proposta do japones, mas sinceramente pra mim precisaria ser para a possibilidade de pelo menos 3 pessoas.
Existem estudos de materiais mais leves e baratos como o bambu na estrutura.
Ja vi bikes de bambu sendo usadas a transporte de africanos doentes, achei muit0 interressante.
Gostei mesmo foi deste blog.
Um ótimo começo de fomento para desenvolvimento destas ideias afins.
Eu acho que para ser possivel um carro a pedalada humana homologado no Brasil, teria que ser inicialmente um bi combustivel que poderia ser por exemplo um eletrico e humano(pedal), ou gás e humano(pedal), ou até mesmo um gasolina humano(pedal), pois só no pedal existem conflitos pela velocidade da maioria dos outros veículos.
Ja fiz em casa uma bicicleta eletrica e pedal.
Ja fiz em casa uma bicicleta elétrica e pedal cargueira adaptada baixo custo e simples tecnologia maior velocidade facil manutenção.
Agora estou estudando fervorosamente o carro pedal bi combustivel humano(pedal), e dois tempos gasolina(por ser leve e barato) com filtro extra anti poluição e silencioso especial, ou gasolina 4 tempos.
Gostei muito do carro suisso Twike que vi no you tube em várias versões inclusive com motor extra de propulsão de combustrivel fóssil provavelmente gasolina, mas se desse para adaptar um 4t gasolina para álcool e pedal humano também seria uma possibilidade, até porque a velocidade também pode ser um fator de segurança em certas ocasiões…
Hoje temos muita tecnologia e conscientização como nunca.
Temos iluminação de led bem acessível, baterias de lithio mais acessíveis que a algum tempo atrás, freios a disco em bikes, conhecimento e liberdade de modelos como nunca antes, etc.
Ja pensei em fibra de vidro como material mas por outro lado vi que alumínio é mesmo muito mais leve e isto é estratégico.
Temos muitas peças de carros comuns que poderiam ser usadas em um novo modelo.
Em minha cidade tenho chapas de acrilico transparente com proteção uv, para possivelmente fazer pára brisas mais leves deste material…
Temos peças de motos que também podem ser adaptadas…
Até pensei que para alguns morros se poderiam usar tres sistemas ao mesmo tempo como pedais, motor a combustão, e eletrico então seria tri combustivel mas todos bem leves pois o motor a combustão enquanto é usado poderia carregar uma bateria de scooter pois existem momentos que aqui na minha cidade tem morros muito íngremes que desestimulariam o uso de um veículo a pedal que não tivese um motor alternativo para estas situações…
Tudo precisa ser pensado para ser eficiente pois não é toda a população que é jovem e forte e mesmo estes envelhecerão e não podem ser desprezados.
Um carro a pedal semelhante ao sistema de bicicleta seria como uma academia ao ar livre, ajudaria as pessoas a prevenir a osteoporose por exercícios sem impacto, combateria a depressão pela ceratonina liberada naturalmente pelo exercício, baixaria a glicose, triglicerídeos, e colesterol desde que houvesse um cuidado básico com a alimentação ainda melhorando a disposição geral dos indíviduos.
Acho que para ser aceito um carro, esteticamente teria que ter quatro rodas.
O brasileiro não sei se aceitaria o design de um carro de tres rodas.
Não estamos acostumados, apesar disto ja ter sido provado como melhor escolha, pois seria de menos atrito e maior produtividade, em energia para a propulsão seja ela qual fosse.
Um carro a pedal de propulsão humana não poderia ser muito pequeno demais senão seria desrespeitado no trânsito público melhor seria ser aparentemente um pouco próximo dos menores comuns a gasolina nem, que pra aumentar a segurança tivesse muito isopor em seu corpo abaixo da ¨lataria¨ é claro.
Precisamos nos lembrar de encher bem os pneus pois assim fica mais leve para movimentar o veículo.
A carroceris deveria ser tão leve e fina que fosse mesmo descartável.
Estou pensando em rodas de moto para este carro a pedal mas são bem caras em relação as rodas de bicicletas.
Gente vamos participar deste blog, pois é maravilhoso de verdade.
Sou formado em Processos Gerenciais pela Faculdade Senac Blumenau-SC.
Adoraria ter contato com pessoas que pensam em propostas viáveis semelhantes…
Ana Pereira estou gostando de suas iniciativas parabéns…
Saudações Fraternas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *