Categories
Produtos CaP

Vou de bicicleta e levo o cão

Depois que adoptámos a Mutthilda (lê-se Matilda, é um trocadilho com “mutt”, “rafeiro”, em inglês), no Verão do ano passado, esta questão tornou-se pessoal. 🙂

Estas são as opções que já testámos, embora em diferentes fases de crescimento e desenvolvimento da Mutthilda:

Cesto dianteiro, fixo ao guiador, sem grade/cobertura, da Cordo:

1ª viagem da Mutthilda

Fixe para os dias quentes de Verão, e enquanto ela era pequena, e cabia lá bem. Mas é mais adequado a cães mais crescidos, treinados para não se mexerem muito nem tentarem sair do cesto com a bicicleta em movimento, pois traz apenas uma fita para prender à coleira.

2014-08-07 18.03.50

Entretanto, preparando-nos para os 9-10 Kg previstos para a Mutthilda versão adulta, apostámos num atrelado da Croozer, que tinha a vantagem de funcionar também como “casota” quanto estávamos no atelier ou na casa de alguém. Como eu é que andava de bicicleta com assistência eléctrica, eu é que normalmente a rebocava.

DSCN3111

Ela andava lá à vontade, via as vistas, etc. Era sempre uma estrela por onde passava, e dava imenso jeito na estrada pela “pegada”.

DSCN3109  DSCN3482

Como começou a chegar o Outono e o Inverno, e começámos a sentir falta da simplicidade e flexibilidade do cesto, passámos para outro, da Klickfix, que pode ser usado com ou sem cobertura, tem “janelas”, e uma cobertura impermeável, além de ter uma fixação de 2 pontos, dando menos liberdade ao cão de simplesmente saltar, mas tornando mais fácil ele enlear-se na fita.

DSCN3564

Fixa-se com um adaptador da Klickfix, e cabia em ambas as bicicletas, por isso ora a levava eu ora a levava o Bruno.

DSCN3730

Quando a Mutthilda começou a habituar-se melhor e a gostar mais do cesto, já estava grande demais para ele, em termos de peso e até de volume, e então era hora de experimentar outra coisa.

Com ela ainda pequenina, já tinha experimentado algumas vezes levá-la na caixa de transporte comum, fixa ao porta-bagagem da minha bicicleta com as fantásticas Rok Straps e funcionou bem. Mais tarde, como o Bruno tinha entretanto voltado à Surly Big Dummy como bicicleta do dia-a-dia, a conclusão foi óbvia. Primeiro ia de lado, sobre um Wideloader da Xtracycle, para o peso ficar mais em baixo. Depois passámo-la cá para cima, para o peso ficar mais equilibrado e o veículo mais manobrável, além de recuperar capacidade de carga nos sacos.

DSCN4821

Ela já está com mais de 9 Kg e mal cabe na caixa, mas para os percursos relativamente curtos que fazemos de cada vez (6 Km) funciona bem, ela vai enroladinha. 🙂

E depois, é isto todos os dias ao chegar a casa:

Uma coisa que queremos experimentar é a cadeira dianteira para cães, Buddyrider, embora anule o quadro rebaixado da bicicleta, se esta o tiver:

Buddyrider

(Pode consultar o nosso catálogo de soluções de transporte de cães em bicicleta aqui.)