“Cenas a Pedal. A empresa que o ensina a andar de bicicleta”

A Clara Silva, jornalista do i contactou-nos inicialmente por causa de um artigo sobre viagens em bicicleta e acabou a fazer uma peça sobre nós, com chamada de capa! Muito fixe! 🙂

Capa do jornal i de 1 de Maio de 2012

"Cenas a Pedal. A empresa que o ensina a andar de bicicleta"

Obrigada Clara, pelo texto, e obrigada Manuel, pela foto original e que acabou por ficar tão gira. E nos nossos tons de azul & banana, lindo! 😉

Cenas a Pedal. A empresa que o ensina a andar de bicicleta

Por Clara Silva, publicado em 1 Maio 2012 – 03:10

E o ajuda a mudar o pneu se tiver um furo, a escolher uma bicicleta nova ou a planear uma viagem a pedalar. Também dão aulas de código de ciclismo

Para começar este texto apetece usar máximas da sabedoria popular como “nunca é tarde para aprender” ou “nunca nos esquecemos de andar de bicicleta”. São as duas grandes verdades, principalmente quando alguém se oferece para nos agarrar no selim quando o equilíbrio ainda não está afinado. Mas haverá alguém assim tão paciente? Pelo menos na Cenas a Pedal, em Lisboa, há.

A empresa exclusivamente dedicada a bicicletas foi criada em 2006 por um casal. Ana Pereira e Bruno Santos, ambos de 31 anos, queriam recuperar o brinquedo que os tinha acompanhado na infância e na adolescência e andaram a pesquisar modelos na internet. “Tivemos uma certa dificuldade em encontrar bicicletas adequadas ao que queríamos fazer, que não era desporto”, adianta Ana. “Andávamos à procura de bicicletas citadinas e com a pesquisa percebemos que a oferta era quase nula em Portugal.” No meio desse “mundo novo de bicicletas”, descobriram uma dobrável, “giríssima”, que nunca tinham visto. Foi esse modelo, o Mobiky Genious, “que espoletou a criação da empresa”.

No início pensaram na Cenas a Pedal como uma empresa de importação de bicicletas dobráveis e aluguer de triciclos e karts. Um ano mais tarde começavam a pensar em abrir a primeira escola de bicicletas do país.

Ana Pereira compara aprender a pedalar com aprender a nadar. “Há muitas escolas de natação e as pessoas, apesar de aprenderem a nadar com os pais, têm noção que ganhariam se melhorassem a técnica numa escola.” Segundo Ana, o mesmo se passa com as bicicletas. Há que encarar com normalidade ter aulas de bicicleta e consolidar os conhecimentos.

Ana e Bruno começaram a dar aulas no Verão de 2008, depois de terem feito um curso com um instrutor britânico (em Portugal ainda não há nenhuma formação deste género). Além de cursos para pessoas que nunca tinham andado de bicicleta na vida, apostaram em aulas para ciclistas com alguma experiência, “mas que não soubessem o que fazer, por exemplo numa rotunda ou numa via com três faixas em cada sentido”.

As aulas mais concorridas começaram por ser o ABC da Bicicleta, para principiantes, com seis horas em grupo dividas por várias sessões. O preço ronda os 79 euros por pessoa – já com bicicleta – ou 119 euros para aulas individuais no Jardim da Estrela. “Ficámos surpreendidos porque pensámos que este curso não ia ter muita procura, achámos que quase toda a gente sabia andar, mas não foi assim”, conta Ana. “Aparecem pessoas de todas idades, incluindo crianças, mas sobretudo mulheres entre os 30 e os 50.”

A empresa tem um pequeno ateliê na Avenida Álvares Cabral, em Lisboa, onde há aulas de Teoria & Prática da Bicicleta no Trânsito, uma espécie de código da estrada para ciclistas. De vez em quando há workshops como o de Turismo Activo em Bicicleta, a 26 de Maio. “Chamámos um formador de fora, o Paulo Guerra Santos [do blogue 100diasde bicicletaemportugal.blogspot.pt], que vai dar dicas a quem quer fazer uma viagem grande de bicicleta.”

O serviço mais popular é o Bycicle Repair Man, um técnico que vai ter consigo se tiver um furo ou arranjar a bicicleta a sua casa. Mas não tenha muita pressa, até porque ele vai de bicicleta.

Cenas a Pedal, Avenida Álvares Cabral, 38, Lisboa. www.cenasapedal.com.

2 comentários a ““Cenas a Pedal. A empresa que o ensina a andar de bicicleta”

  1. gostava que o meu filho de 13 anos aprendesse a andar bem de bicicleta, pelo que peço que me digam que propostas é que podem apresentar! muito obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *