Levar crianças na bicicleta: cadeiras e assentos à frente

Este artigo faz parte de uma série sobre as “10 soluções para levar crianças na bicicleta“. Outros textos desta série:

Ora, numa bicicleta convencional podemos transportar uma criança à nossa frente, recorrendo a cadeiras e assentos próprios, cujos Prós & Contras (face às outras opções aqui listadas) passarei a descrever de seguida.

Este artigo é um excerto e adaptação disto.

1. CRIANÇA À FRENTE

1.1. CADEIRAS

1.1.1. Cadeiras | 9 meses aos 3 anos, máx. 15 Kg

As cadeiras dianteiras ficam entre o guiador e o selim da bicicleta, a maioria fixa à frente, mas há um modelo que fixa atrás e outro que fixa à frente e atrás. Dão para crianças dos  9 meses aos 3 anos, máx. 15 Kg, e [os nossos modelos] começam nos 40 €.

Alguns modelos têm acessórios disponíveis como pára-brisas ou almofadas dianteiras para a criança se agarrar e/ou repousar (ver este exemplo) .

02-Captura de ecrã total 16062015 173737

PRÓS

  • fácil comunicar e supervisionar a criança
  • criança envolvida nos nossos braços
  • o peso está central na bicicleta, minimizando o efeito no equilíbrio desta
  • pode ser fácil montar e desmontar da bicicleta, conduzi-la à mão, e pôr e tirar a criança da cadeira, dependendo da bicicleta e da cadeira em causa
  • baixo custo
  • fácil de pôr e tirar
  • fácil de guardar (pouco espaço)
  • fácil de partilhar entre pais / bicicletas
  • a criança tem uma vista privilegiada
  • a bicicleta mantém a sua largura e comprimento normais

CONTRAS

  • o peso alto afecta sempre um pouco o equilíbrio na bicicleta e a condução e manuseamento desta
  • só serve um período curto da vida da criança (pouco mais de 2 anos)
  • em alguns modelos de cadeiras, quando os miúdos adormecem, podem ficar desapoiados, costas enroladas e cabeça a pender (ver este exemplo)
  • se a bicicleta cair, a criança [presa à cadeira] cai também
  • a criança está exposta aos elementos (sol, chuva, vento) – embora haja acessórios para minimizar isso, em alguns modelosde cadeiras
  • só algumas bicicletas permitem deixar, por alguns momentos, a criança na cadeira, em segurança, com a bicicleta parqueada

Dependendo da bicicleta e da cadeira em causa:

  • pode afectar a direcção
  • pode afectar o pedalar, ao interferir com as pernas
  • pode ser incompatível com pessoas mais baixas
  • pode anular as vantagens de um quadro rebaixado, quando a bicicleta o tem

1.1.2. Kit add-on + cadeira | 9 meses aos 6 anos, máx. 22 Kg

Uma forma de transportar à frente (neste caso, à frente do guiador e em baixo) uma criança acima dos 15 Kg e até aos 22-25 Kg, é instalar um destes kits que transformam a bicicleta num triciclo que se inclina nas curvas como uma bicicleta. Um dos acessórios que é possível instalar no kit é uma cadeira [traseira, normalmente] de transporte de crianças (9-22 Kg, até aos 6 anos).

03-Captura de ecrã total 16062015 173752

PRÓS

  • permite transportar à nossa frente, crianças até aos 6 anos de idade (ou 22 Kg)
  • relativamente fácil comunicar com a criança e supervisioná-la
  • conjunto mais estável em piso escorregadio – 3 rodas, baixo centro de gravidade
  • kit pode ser usado também para transporte de carga
  • embora não seja algo para estar sempre a montar e desmontar, mais tarde pode ser removido, recuperando-se a bicicleta na sua forma original
  • a criança tem uma vista privilegiada

CONTRAS

  • obriga a alterar o formato, dimensões e peso da bicicleta, convertendo-a num triciclo e tornando-a mais difícil de guardar e transportar
  • investimento elevado
  • em alguns modelos de cadeiras, quando os miúdos adormecem, podem ficar desapoiados, costas enroladas e cabeça a pender (ver este exemplo)
  • se o triciclo se virar, a criança [presa à cadeira] cai também
  • a criança está exposta aos elementos (sol, chuva, vento) – embora haja acessórios para minimizar isso, em alguns modelos de cadeiras
  • a criança está totalmente exposta de frente à projecção de água e detritos de outros veículos, e a colisões frontais com pessoas, outros ciclistas, e veículos
  • pelo nosso Código da Estrada, conduzir à mão um triciclo não é equiparado ao trânsito de peões, ao contrário de uma bicicleta
  • pelo nosso Código da Estrada, é proibido circular de triciclo nas ciclovias (pistas para velocípedes) – embora o texto não seja muito claro, pode ser que se não tiverem mais de 1 m de largura já sejam permitidos

1.1.3. Selins | 2.5 aos 6 anos, máx. 25 Kg

Estas soluções visam permitir transportar entre o condutor e o guiador, crianças acima de 3 anos / 15 Kg.

14-Captura de ecrã total 16062015 1738002

PRÓS

  • fácil comunicar e supervisionar a criança
  • criança envolvida nos nossos braços
  • o peso está central na bicicleta, minimizando o efeito no equilíbrio desta
  • fácil montar e desmontar da bicicleta, conduzi-la à mão, e pôr e tirar a criança da cadeira
  • baixo custo
  • não afectam a direcção
  • a criança tem uma vista privilegiada
  • são soluções pouco volumosas
  • se a bicicleta cair, a criança não fica presa a ela (salvo no caso da Bulldog, eventualmente)
  • a bicicleta mantém a sua largura e comprimento normais

CONTRAS

  • o peso alto afecta sempre um pouco o equilíbrio na bicicleta e a condução e manuseamento desta
  • não acomodam de forma segura nem confortável uma criança adormecida!
  • se a bicicleta cair, a criança cai também
  • a criança está exposta aos elementos
  • não são práticos de estar sempre a pôr e tirar (partilhar entre pais / bicicletas)
  • dependendo da bicicleta em causa, pode ser incompatível com pessoas mais baixas
  • a Oxford e a Bulldog podem danificar o quadro se montadas em bicicletas de alumínio, ou simplesmente de gama baixa

É importante averiguar o melhor possível, previamente, a compatibilidade de instalação e – muito importante – de uso de qualquer uma destas opções, com o trinómio bicicleta + condutor + contexto, pois isso determinará quão segura, prática e confortável será a solução adoptada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *