Levar crianças na bicicleta: cadeiras e assentos atrás

Este artigo faz parte de uma série sobre as “10 soluções para levar crianças na bicicleta“. Outros textos desta série:

Numa bicicleta convencional podemos transportar uma criança atrás de nós, recorrendo a cadeiras e assentos próprios, cujos Prós & Contras (face às outras opções aqui listadas) passarei a descrever de seguida.

Este artigo é um excerto e adaptação disto.

2. CRIANÇA ATRÁS

2.1. CADEIRAS

As cadeiras traseiras ficam atrás do selim do condutor da bicicleta, e fixam-se ou ao quadro ou ao porta-bagagem traseiro (com ou sem adaptador). Dão para crianças dos 4 meses aos 10 anos, máx. 35 Kg, e [os nossos modelos] começam nos 45 €.

2.1.1. Suporte para cadeira 0/0+ (“ovo”) | desde os 4 meses, máx. 13 Kg

Suporte para cadeiras portáteis para transporte em automóvel, até aos 10-13 Kg. Requerem um porta-bagagem com capacidade máxima de 25 Kg ou superior. Para crianças a partir dos 4 meses de idade.

15-Captura de ecrã total 16062015 1738052

PRÓS

  • permite transportar bebés a partir dos 4 meses de idade
  • usa cadeiras multifunções: servem na bicicleta, no carro e em casa
  • baixo custo
  • criança pode viajar protegida do sol (acessórios do ‘ovo’
  • a bicicleta mantém a sua largura e comprimento normais

CONTRAS

  • não é suficientemente seguro de usar com qualquer bicicleta, e em qualquer contexto – atenção às vibrações e safanões transmitidos ao bebé
  • o peso alto afecta sempre um pouco o equilíbrio na bicicleta e a condução e manuseamento desta
  • só serve um período curto da vida da criança (cerca de 2 anos)
  • se a bicicleta cair, a criança [presa ao ovo] cai também
  • a criança está algo exposta ao vento e à chuva
  • só com um espelho retrovisor podemos facilmente manter visibilidade sobre a criança
  • não é fácil / rápido de pôr e tirar o suporte, o que torna complicado partilhar entre bicicletas / pais, e ocupa o porta-bagagem mesmo quando não estamos a transportar o ‘ovo’

2.1.2. Cadeira | dos 9 meses aos 6 anos, máx. 22 Kg

Há modelos e versões que fixam no quadro da bicicleta e outros que fixam no porta-bagagem traseiro.

Nem todas têm apoio lateral para a cabeça, ou uma reentrância própria para um capacete, ou suspensão, ou costas reguláveis em altura, ou alças rígidas, ou são reclináveis, ou têm fecho / bloqueio anti-roubo. Alguns dos modelos têm acessórios disponíveis como ponchos e capotas para a chuva..

06-Captura de ecrã total 16062015 173819

PRÓS

  • há modelos compatíveis com quase todas as bicicletas
  • dá para um período alargado da vida da criança (quase 5 anos, dependendo do seu crescimento/peso)
  • baixo custo
  • fácil de pôr e tirar
  • fácil de guardar (pouco espaço)
  • fácil de partilhar entre pais / bicicletas
  • a criança está junto ao pai/mãe
  • a bicicleta mantém a sua largura e comprimento normais

CONTRAS

  • só com um espelho retrovisor podemos facilmente manter visibilidade sobre a criança
  • o peso alto afecta sempre um pouco o equilíbrio na bicicleta e a condução e manuseamento desta – principalmente se o condutor é baixo
  • é complicado uma pessoa sozinha colocar e remover a criança da cadeira se a bicicleta não tiver um apoio de descanso adequado, que ofereça estabilidade e suporte o peso extra, e/ou um estabilizador de direcção
  • quando os miúdos adormecem, podem ficar desapoiados, costas enroladas e cabeça a pender (ver este exemplo) – há modelos que minimizam isto, e há hacks para reduzir o problema
  • se a bicicleta cair, a criança [presa à cadeira] cai também
  • a criança está exposta aos elementos (sol, chuva, vento) – embora haja acessórios para minimizar isso
  • a não ser que instale uns acessórios especiais, perde geralmente o uso do porta-bagagem traseiro para transportar alforges
  • torna mais complicado montar e desmontar se for uma bicicleta de quadro alto (diamante, por exemplo)
  • pode ser mais difícil conduzir e manobrar a bicicleta à mão com a criança na cadeira (peso alto e atrás)
  • com algumas bicicletas, nas subidas pode haver tendência de a bicicleta levantar a roda da frente (depende da bicicleta e da distribuição de peso)
  • a criança não tem visibilidade para a frente, só para os lados
  • é complicado manter conversa com a criança (não nos ouvimos bem mutuamente)
  • só algumas bicicletas permitem deixar, por alguns momentos, a criança na cadeira, em segurança, com a bicicleta parqueada

2.1.3. Cadeira | 5 aos 10 anos, máx. 35 Kg

Há modelos e versões que fixam no quadro da bicicleta e outros que fixam no porta-bagagem traseiro – atenção à capacidade de carga deste último, tem que ser compatível.

Atenção que, se a bicicleta não tiver guarda-saias, este – ou uma protecção similar – tem que ser comprado à parte e instalado, para proteger os pés da criança.

08-Captura de ecrã total 16062015 173833

PRÓS

Genericamente, os mesmos das cadeiras traseiras até 22 Kg, salvo:

  • permite o transporte de crianças mais velhas, até aos 10 anos
  • é mais fácil (do que as cadeiras até 22 Kg) conjugar com o uso de alforges

CONTRAS

Genericamente, os mesmos das cadeiras traseiras até 22 Kg, salvo:

  • não acomodam de forma segura nem confortável uma criança adormecida!
  • se a bicicleta cair, a criança [presa à cadeira com o cinto de retenção] cai também, e sem protecção lateral (ao contrário das cadeiras até 22 Kg)

2.1.4. Coxins + apoios para pés + apoio para costas | 6 aos 12 anos, máx. 40 Kg

Esta é uma solução simples, modular, que dá para crianças mais crescidas e também para adultos – desde que a capacidade de carga do porta-bagagem e da roda traseira da bicicleta (e desta como um todo), sejam compatíveis.

Para dar boleia em pequenos troços, é uma solução interessante.

16-Captura de ecrã total 16062015 1738372

PRÓS

Genericamente, os mesmos das cadeiras traseiras até 35 Kg.

  • simplicidade
  • modularidade
  • baixo custo
  • acomoda adultos* e crianças

* O limite de peso tem a ver com a capacidade da bicicleta, nomeadamente do porta-bagagem e da roda traseira…, e da própria manobrabilidade e estabilidade da bicicleta.

CONTRAS

Genericamente, os mesmos das cadeiras traseiras até 35 Kg.

  • não são dispositivos homologados
  • não são pensados para pôr e tirar frequentemente

É importante averiguar o melhor possível, previamente, a compatibilidade de instalação e – muito importante – de uso de qualquer uma destas opções, com o trinómio bicicleta + condutor + contexto, pois isso determinará quão segura, prática e confortável será a solução adoptada.

5 thoughts on “Levar crianças na bicicleta: cadeiras e assentos atrás

  1. Boa noite. Gostaria de saber se existe e qual a melhor solução para transportar duas crianças, de oito e quatro anos e os valores, incluindo a própria bicicleta. Vi em vários sites estrangeiros e não sei se também têm esses modelos, sem ser o sistema de atrelado. Obrigado

    • Olá Mauro, nós vendemos uns coxins que dão para sentar adultos. Entre em contacto via . Mas tenha em atenção que o porta-bagagem de origem das bicicletas normais e as próprias rodas da bicicleta, além dos travões, geralmente não são feitos para aguentar tanto peso. Para tal sugiro-lhe uma bicicleta midtail ou uma longtail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *