Categorias
Arte e Design Human powered Imagens Indústria e Consumidor Mobilidade Videos

Um acessório de mobilidade pedonal mais fixe que o Segway

A patinete dobrável Geetobee, claro. 🙂

Geetobee

Já sabem que me rendi ao conceito de patinete como acessório de mobilidade pedonal, certo? Pois quando vi este projecto do estúdio de design Jamily, no Reino Unido, pensei que tinha encontrado “the ultimate solution” para a mobilidade multimodal baseada no peão (do mesmo modo que a bicicleta dobrável é a “ultimate solution” para a mobilidade multimodal baseada na bicicleta).

Geetobee

Geetobee

Dobrada faz lembrar uma Brompton, fica bastante compacta.

Vejam os vídeos, para dobrar:

E para desdobrar:

O Jason, o designer, disse-me que actualmente produzem a Geetobee por encomenda, e a construção base fica à volta de 900 £ (glup!). Componentes extra sujeitos a orçamento; um travão dianteiro, apesar de não aparecer neste protótipo, virá de série. Contudo, disse que gostariam de a ver acessível a mais pessoas por um P.V.P. de cerca de 200 £, e para isso estão em conversações com um fabricante a ver se conseguem pôr esta patinete em produção em massa, e disponível na Primavera de 2010. Ficaremos ansiosamente à espera, a torcer para isso! 🙂

[Entretanto, têm à disposição as patinetes Footbike e Intrea (e não só), via Cenas a Pedal.]

Por Ana Pereira

Instrutora de condução, formadora em segurança rodoviária, e consultora em mobilidade & transporte em bicicleta.

6 comentários a “Um acessório de mobilidade pedonal mais fixe que o Segway”

Ana, quais as vantagens de uma patinete? poder andar nos passeios?

Essa patinete nao me parece muito mais pequena que uma BMX ou uma Brompton… e como uma dessas bicicletas consegues fazer subidas, equanto que com uma patinete deve ser difícil, não?

Gosto muito dessas duas fotos, bonitas 🙂

Casaínho, podes ver uma introdução ao conceito das patinetes aqui.

O que me cativou nas patinetes foi a sua simplicidade e o facto de exponenciar sem grande esforço marginal a minha mobilidade enquanto peão. Pelo nosso CE as patinetes são equiparadas a patins, skates, etc, são acessórios de mobilidade pedonal, pelo que devem circular nos passeios sempre que os haja, tal como os peões. A única diferença relativamente a um peão não acessorizado é que quando existem pistas especiais para velocípedes uma pessoa a andar de patinete deve usá-las (um peão não pode, a não ser que não haja passeios). Em plano, e especialmente a descer, as patinetes são muito fixes, tornas-te um peão muito mais rápido e requer menos esforço que andar a pé (e ainda te consegues refrescar com o vento nos dias de calor!). Nas subidas, embora possam ser feitas a “patinetar”, opto por saltar e caminhar com a patinete ao lado. Como é muito mais leve que uma bicicleta, não me cansa nem estorva muito mais do que se fosse a caminhar sem nada.

Claro que há poucas circunstâncias em que se possa sentir um dilema entre usar uma bicicleta dobrável vs. uma patinete. Têm características, aplicações, vantagens e desvantagens diferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *