Morreu a Velo Vision. Viva a Velo Vision!

A revista britânica Velo Vision foi, em 2005/2006, um dos fortes catalisadores para a nossa entrada no mundo da bicicleta como ferramenta de transporte, lazer e diversão.

Num simples conjunto de folhas ilustradas com vívidas fotografias e detalhadas descrições de bicicletas e triciclos menos habituais por Portugal, descobrimos um mundo de veículos movidos a pedal que até ali desconhecíamos.

Peter Eland, criador da revista em 2000, decidiu ao fim de 15 anos e 48 edições, passar o testemunho a outra pessoa. E foi em 2015 que esta passou para as mãos de Howard Yeomans. Howard já tinha escrito vários artigos para edições publicadas por Peter, e publicou nesses últimos 2 anos mais 4 edições.

Foi com tristeza que recebemos há umas semanas o anúncio que a produção da Velo Vision iria terminar.

Embora este fim signifique que o estado atual do mundo das [bi/tri/etc]cicletas utilitárias e fora do comum deixe de ser cristalizado 2 vezes por ano em forma impressa, e que deixaremos de poder ficar em pulgas para ler a reportagem anual com as novidades da SPEZI, temos confiança que outros canais de divulgação ocuparão o lugar deixado pela Velo Vision.

Como gostaríamos de poder contagiar-vos e inspirar-vos tal como nos aconteceu, pedimos ao Howard a possibilidade de partilhar online, gratuitamente, todas as edições da revista em formato digital (PDF). Assim, podem aceder neste arquivo aos 52 números da revista Velo Vision.

Podemos também anunciar que esperamos conseguir colmatar este ano a falta de reportagem da SPEZI, fazendo-a o mais em direto possível, caso as condições técnicas estejam asseguradas. Por isso, se alguém souber de uma forma de ter um acesso à Internet em roaming, rápido e sem limites muito reduzidos, agradecemos desde já qualquer sugestão.

Por isso, lamentamos que a Velo Vision não continue, mas celebramos a sua existência, e aquilo que proporcionou e proporciona aos seus leitores.

Viva a Velo Vision!

Mais uma edição da A to B

O artigo de destaque da mais recente revista britânica A to B (que já cá temos no ateliê!) é sobre a nano Brompton 2.0. Não, ainda não se trata do modelo com assistência eléctrica anunciado pela Brompton para 2013, mas sim de um kit de assistência eléctrica especialmente adaptado às bicicletas dobráveis Brompton.

Com uma nano Brompton podemos ter uma bicicleta dobrável ultra-compacta, 13 Kg de peso + 3.5 Kg da bateria (que se pode tirar e transportar separadamente), e até uns 35 Km de autonomia. Entre usar a ajuda do motor e/ou conjugar a bicicleta com o carro ou com os transportes públicos, torna-se uma ferramenta de mobilidade pessoal muito flexível e versátil.

Já sabem, para estas e outras bicicletas dobráveis, kits de assistência eléctrica e bicicletas eléctricas de origem é na Cenas a Pedal. 😉

Sumário da A to B n.º 88:

Nano-Brompton 2.0
Refining Petrol
Cycle Speed
Brompton Innovation: Improving the Hinge
Pletscher Twin-leg Propstand
PLUS:Letters, News, and a selection of second-hand bikes.

Welcome to the 88th A to B – or 111th if we include the 23 ‘Folder’ magazines that came before it.We’re not far off our 20th anniversary now, which feels a little odd, because we still think we’re the upstart newcomer.Yesterday a rep from an electric bicycle company asked how long we’d been in business. I replied to the effect that we’d been doing the same thing for nearly 20 years. He said, ‘Perhaps it’s time you changed!’ It turned out he’d been in his job for three months, his company had been around for a year, and it was re-selling the same over-priced generic rubbish available from a dozen other distributors of Chinese electric bikes.We don’t have all the answers, but after 20 years we know a little about folding and electric bikes, and certainly more than some of the company reps! Will we be doing the same thing in 2032? Possibly. But we suspect not on paper – see page 7.

A cultura da bicicleta passada em revista

Chegaram hoje ao ateliê as últimas edições das revistas Velo Vision e Boneshaker. Já está garantida a leitura de fim-de-semana. 🙂 A A to B também deve estar a chegar brevemente. E a CityCycling (só online) também saiu hoje.

Velo Vision & Boneshaker

Os últimos números esgotaram cedo, pelo que esperamos que a estes aconteça o mesmo, será sinal de que podemos começar a mandar vir mais. 🙂 É muito bom ver que as pessoas começam a partilhar connosco o prazer destas leituras, e destes temas.

Entretanto já cá temos também para consulta a última Momentum e a primeirísima e nacionalíssima B – cultura da bicicleta!

B - Cultura da Bicicleta n.º 1

Ficámos bastante satisfeitos com esta primeira edição da B, as expectativas eram muitas. E isto nem sequer é graxa pelo simpático artigo sobre a CaP. 😉

Cenas a Pedal na revista B - Cultura da Bicicleta n.º 1

Esta revista é a primeira publicação nacional que faz sentido ter no nosso ateliê! Espero que o foco nas pessoas, nos locais, nos produtos e serviços portugueses se mantenha e alargue, porque é isso que não se encontra nas publicações “lá fora” e que, por isso, tem maior interesse e valor para nós, e que o ciclismo utilitário, recreativo, e o cicloturismo (aka touring), nomeadamente, tenham sempre lugar de destaque. Tal como a Momentum, por enquanto a B estará cá só disponível para consulta mas estamos já a tentar passar a ser um ponto de venda da mesma. Vamos ver. 🙂

Parabéns à equipa e votos de muito sucesso!

Mais leitura bicicultural

Deve chegar dentro de 1-2 semanas mais uma edição desta fantástica revista britânica sobre a cultura à volta das bicicletas.

Ainda temos dois exemplares da edição actual, a n.º 6, e um exemplar da n.º 4 cá no ateliê. A primeira pessoa a encomendar duas cópias destes 2 últimos números: edições 6 + 7, leva uma cópia da número 4 de borla. 😉 vendas@cenasapedal.com Podem ver as edições anteriores (1 à 3) online e assim conhecer o estilo da revista.

Por cá, Dezembro trará 2 novas publicações dedicadas às bicicletas, a B – Cultura da Bicicleta, e o Jornal Pedal. Aguardamos ansiosamente para conhecer estes dois novos projectos portugueses! 🙂